Notícia - Pesticidas prejudicam a formação do cérebro em crianças

Pesticidas prejudicam a formação do cérebro em crianças

Pesquisas realizadas na última década por instituições como as universidades de Yale e Berkeley ligaram de forma consistente a exposição a organofosforados, com danos cerebrais em crianças. Até mesmo uma exposição mínima a este pesticida mostrou causar desordens como o autismo, problemas de atenção e redução do QI nas crianças. Mas isso nem é o pior que pode acontecer quando as crianças se deparam com organofosforados.

Extremamente eficazes em matar insetos e preservar as colheitas, os organofosforados são a classe de pesticidas mais utilizada no mundo. Nos Estados Unidos, por exemplo, a Environmental Protection Agency (EPA, na sigla em inglês) calcula que mais de 33 milhões de libras (cerca de 14.968.548 de quilogramas) de organofosforados são pulverizados nas lavouras a cada ano.

Evidências científicas apontam que esses pesticidas neurotóxicos não estão apenas envenenando os insetos, eles também estão causando graves efeitos nos trabalhadores das fazendas que tem que lidar com eles no dia a dia, assim como os membros da comunidade que vivem próximos aos campos tratados com esses produtos químicos e são expostos a eles rotineiramente. Esses pesticidas estão colocando em risco, principalmente a saúde e até o o desenvolvimento mental de todos os que entram em contato com elas.

Leia matéria completa aqui!

Fonte: 07/06/2018 às 11:30 por Eliane Arakaki, ANDA - https://www.anda.jor.br


 
« Voltar