Notícia - Conselho Federal de Medicina Veterinária posiciona-se contra a vaquejada

Conselho Federal de Medicina Veterinária posiciona-se contra a vaquejada

No dia 26 deste mês, o Conselho Federal de Medicina Veterinária, manifestou seu posicionamento contrário à vaquejada. De acordo com a Comissão de Ética o termo sofrimento se refere a questões físicas e psicológicas. O gesto brusco de tracionar violentamente o animal pelo rabo pode causar luxação das vértebras, ruptura de ligamentos e vasos sanguíneos podendo comprometer a medula espinhal.
A Instrução Normativa 03/2000 do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento considera inadequados atos como arrastar, acuar, excitar, maltratar, espancar, agredir ou erguer animais pelas patas, chifres, pelos ou cauda. Ressalta-se que erguer os animais pela cauda é o ponto central da prática da vaquejada.


Leia matéria completa aqui!

Fonte: Portal Conselho Federal de Medicina Veterinária


 
« Voltar